Apenas 50 deputados apoiam projeto que propõe anistia de inelegibilidade para Bolsonaro

Notícias Políticas

Projeto de anistia para reverter a inelegibilidade de Jair Bolsonaro não recebeu adesões significativas até o momento. A proposta, de autoria do deputado Sanderson (PL-RS), precisa de 257 assinaturas para ser apreciada com urgência no plenário. No entanto, até o momento, apenas 50 deputados se mostraram favoráveis ao texto, que busca reverter a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que tornou Bolsonaro inelegível.

Após assinar o projeto de lei, o deputado Valadares afirmou que a proposta busca corrigir uma suposta “injustiça” com o ex-presidente, alegando que ele não cometeu nenhum crime. No entanto, a adesão ao projeto tem sido limitada, e o tema continua em discussão no âmbito político.

Fonte: Wiki


Dois parlamentares do MDB, Pezenti (SC) e Thiago Flores (RO), demonstraram apoio ao Projeto de Lei (PL) da anistia ao ex-presidente. Vale destacar que o MDB possui três ministros na Esplanada dos Ministérios: Jader Filho (Cidades), Renan Filho (Transportes) e Simone Tebet (Planejamento).

Fonte: Wiki

Já o deputado do PSD que assinou o projeto de lei é Sargento Fahur (PR), reconhecido como uma das principais vozes do “bolsonarismo raiz” na Câmara e membro da chamada “bancada da bala”. O partido está à frente do Ministério das Minas e Energia, com o ministro Alexandre Silveira, do Ministério da Agricultura, com Carlos Fávaro, e do Ministério da Pesca e Aquicultura, com André de Paula.