Homem é retirado de ambulância e executado após levar assaltantes à loja de policial militar morto

Notícias Policiais

Na noite de sábado (1º), um homem foi retirado da ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e executado a tiros em frente ao Hospital Teresa de Lisieux, na Avenida Antônio Carlos Magalhães (ACM), em Salvador. Segundo informações da Record TV Itapoan, o homem estava no controle do veículo que levou três assaltantes até a loja de celulares pertencente a Gleidson Santos de Carvalho, membro do Batalhão da Polícia de Choque. O policial militar foi morto com um tiro na cabeça ao reagir ao assalto.

Fonte: bnews

Paulo Vitor Santos Soares, de 20 anos, possuía antecedentes criminais relacionados ao tráfico de drogas. No último sábado, ele foi baleado durante um confronto armado no bairro de Santa Cruz, no Complexo do Nordeste de Amaralina, e recebeu atendimento médico de uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Fonte: bnews

No momento em que a ambulância chegava ao hospital, Paulo Vitor Santos Soares foi retirado à força e executado por dois indivíduos que estavam em uma motocicleta. Paulo era o último suspeito do latrocínio (roubo seguido de morte) que estava vivo. Os outros três homens que foram capturados pelas câmeras de segurança da loja do policial militar já haviam sido mortos durante uma troca de tiros com agentes policiais.