“Conexão Assembleia: Mitchelle Meira destaca ações da política de diversidade”

Notícias Políticas


A Secretária de Diversidade do Estado do Ceará, Mitchelle Meira, foi convidada a participar do programa multiplataforma Conexão Assembleia, da rádio FM Assembleia (96,7MHz), nesta segunda-feira (03/07). Em uma entrevista conduzida pela jornalista Kézya Diniz, a secretária abordou as ações e desafios enfrentados nos primeiros seis meses da nova secretaria de Governo, assim como as iniciativas de proteção e desenvolvimento social para a população LGBTI+ do estado.

Segundo Mitchelle Meira, os primeiros meses da pasta foram dedicados a estabelecer a secretaria de forma efetiva, desde os aspectos burocráticos até a formação de uma equipe. No entanto, em maio passado, foram firmadas duas importantes parcerias técnicas: uma com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e outra com a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

Fonte: Wiki

Com a SSPDS, a secretaria está abordando questões relacionadas ao atendimento da população LGBTI+ nas delegacias, bem como os procedimentos investigativos de crimes envolvendo esse grupo social. Já com a SAP, o foco está na ressocialização dessas pessoas. “Além de enfrentarem o preconceito por serem LGBTI+, elas serão egressas do sistema prisional. Quem irá acolhê-las? Como essas pessoas poderão se reintegrar à sociedade? Por isso, essas parcerias são importantes e foram as duas primeiras a serem estabelecidas, pois traçam estratégias fundamentais para a vida dessas pessoas”, afirmou a secretária.

Fonte: Globo

Mitchelle Meira ressaltou que uma das principais responsabilidades da Secretaria da Diversidade e das políticas públicas é a conscientização e informação. Nesse sentido, a Secretaria promoveu a campanha “Ceará da Diversidade contra a LGBTfobia” de 22 a 28 de junho. A secretária destacou a importância de abordar esse tema, considerando que o Brasil é o país com o maior número de assassinatos de pessoas LGBTI+ no mundo, e o Ceará ocupa a quarta posição nessa estatística, sendo o primeiro lugar no primeiro semestre deste ano. É crucial investigar e dar uma resposta a esses crimes e violência.

No dia 28 de junho, Dia Nacional do Orgulho LGBT, a Secretaria da Diversidade lançou o Comitê de Empregabilidade LGBTI+. Segundo a titular da pasta, “não adianta falar sobre violência se não discutirmos como essas pessoas terão autonomia em suas vidas”, e esse é um dos focos do comitê. Mitchelle Meira destacou que há um diálogo com a sociedade e os empresários, visando capacitar e promover a empregabilidade dessa população, que muitas vezes é excluída da educação e do emprego devido ao preconceito social.

“O comitê foi criado não apenas para falar sobre violência, mas também para discutir a autonomia e o papel social que as pessoas LGBTI+ desempenham. Afinal, o empreendedorismo LGBTI+ é um dos setores que mais contribuem para a economia do estado. É um nicho importante”, afirmou a secretária.