Pastor André Valadão será investigado pelo MPF após declarações polêmicas contra os LGBTQIA+

Notícias Dos Famosos


O Pastor André Valadão é conhecido por expressar visões controversas e desrespeitosas em relação à orientação sexual das pessoas LGBTQIA+. Suas declarações têm sido alvo de críticas, uma vez que promovem um discurso homofóbico.

Fonte: Superinteressante


Em junho, conhecido como o mês do Orgulho LGBTQIA+, o Pastor André Valadão fez declarações polêmicas, comparando o público gay a bandidos e associando a homossexualidade à devassidão e exposição de pornografia infantil.

Durante um sermão recente, Valadão expressou o desejo de que, se Deus pudesse, ele “resetaria” a humanidade devido à presença do público LGBTQIA+. No entanto, reconhecendo que Deus não pode realizar essa tarefa, ele afirmou que cabe aos fiéis assumir essa missão.

“Então, Deus fala: ‘não posso mais, já coloquei esse arco-íris aí, se eu pudesse, mataria tudo e começaria tudo de novo. Mas já prometi a mim mesmo que não posso, então agora está com vocês'”, disse o pastor durante um culto nos Estados Unidos.

Essas declarações geraram grande repercussão e agora o Pastor André Valadão será investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) devido à gravidade das acusações e à potencial incitação ao ódio e discriminação.

Fonte: fashionbubbles

“Pastor André Valadão condena o casamento homoafetivo durante sermão e critica exposição pública em Paradas LGBTQIA+”

No meio de seu sermão, o Pastor André Valadão também expressou sua oposição ao casamento homoafetivo. Ele argumentou que a porta aberta para esse tipo de união não se trata apenas de um casamento comum. Valadão criticou a ideia de que “eles se amam, João com João, Maria com Maria” e desconsiderou a noção de que todas as formas de amor são válidas. Ele mencionou as Paradas LGBTQIA+ como exemplos de eventos em que homens e mulheres desnudos dançam na frente de crianças, expressando sua indignação.

Essas declarações do religioso geraram polêmica e levantaram questões sobre a sua postura em relação à comunidade LGBTQIA+ e à diversidade.